Dicas de leitura para uma internet mais segura

Olá, Mães Incríveis! Se você já viu nosso vídeo sobre os perigos das redes sociais, já se deu conta de que somos a primeira de geração de mães a ter filhos nas redes e conferiu as dicas para seu filho navegar com mais segurança na internet.

 

Quer mais uma ajuda?

Reunimos aqui várias cartilhas dirigidas aos jovens, que falam sobre o assunto de uma maneira bem descontraída e interessante.

Cada cartilha fala quase dos mesmos temas, mas de uma maneira diferente da outra. O legal é que estão todas disponíveis on line e são gratuitas. O chato é que elas não estão separadas por faixa etária, por isso preparei um resuminho de cada uma, para que você possa ver até que ponto o seu filho está preparado para falar de determinados assuntos.

Você pode dar para ele ler na tela, imprimir ou ler junto com ele – segundo especialistas em segurança digital, ilustrar com casos que aconteceram com você ajuda as crianças a compreenderem o perigo.

Se seu filho já é adolescente participe desse processo conversando com ele depois. Pergunte o que ele achou, o que mais gostou, o que tinha de novo que ele não sabia, se ele recomendaria a um amigo e porquê…quanto maior o vínculo de confiança entre vocês, mais fácil será participar da vida digital do seu filho. E mais fácil será ele navegar com segurança na internet.

Veja aqui as cartilhas e suas indicações; para ler ou baixar, é só clicar na imagem:

 

Segurança na internet para crianças até 11 anos:

A internet segura do Menino Maluquinho, da iStart com o Ziraldo, é uma leitura mais rápida.

Fala de supervisão dos pais, anti-vírus, segurança e privacidade numa história em quadrinhos.

É uma boa introdução ao assunto para crianças menores – entre sete e dez anos.

 

 

 

 

Para adolescentes:

As cartilhas a seguir falam sobre cyberbulling, vírus, sexting, aliciamento, privacidade e segurança, entre outros.

 

Saferdicas_HQSaferDic@s em Quadrinhos, da Safernet: Com linguagem simples, fala sobre os riscos e comportamentos na internet. Vale como primeira leitura. Apesar de estar classificada na Safernet como “adolescente”, recomendaria para uma criança a partir de oito ou nove anos – exceto a página 10, que fala da questão do sexting (nessa idade podemos falar a mesma coisa de uma maneira menos erotizada).

Também tem dicas valiosas para os pais, orientando em relação ao uso, local de instalação etc.

 

 

 

 

Preocupado

 

Preocupado com o que acontece na internet? Quer conversar?, da Safernet. Também em forma de quadrinhos, o destaque vai para o Helpline Br, um canal de ajuda aos jovens – às vezes eles se metem em encrenca, têm vergonha de falar com os pais, vão buscar ajuda com os amigos e a coisa só piora…aqui eles podem conversar com pessoas preparadas para ouvir e tentar ajudar.

 

 

 

 

SaferdicasSaferDic@s, da Safernet. Este é um dos materiais mais tradicionais, sendo publicado desde 2008 e atualizado periodicamente. Tem todo o conteúdo apresentado na Cartilha “Preocupado com o que acontece na internet…?”, e muito mais. O material é riquíssimo – essa é sua força e sua fragilidade, ao mesmo tempo. Como o conteúdo é muito extenso, recomendo essa cartilha como último passo, pra quem já sabe o básico, pois a quantidade de informação pode desanimar quem não tem intimidade com o assunto.

Indicado para: pais e adolescentes que já estejam nas redes sociais e utilizem com frequência outros recursos, como jogos on line, frequentem lan houses etc.

 

 

 

TheWebWeWant

The Web We Want: elaborado pela Comissão Europeia com apoio do Google, este livreto em formato de apostila vem com diversos exercícios e simulações para que os adolescentes preencham e reflitam sobre seu verdadeiro papel nas redes e as consequências dos seus atos.

Um material incrível, altamente esclarecedor, que muitos adultos também deveriam ler!

Indicado para: provocar conscientização e reflexão crítica nos jovens acima de 12 anos que já estão presentes em redes sociais.

 

 

 

 

SegurancaSegurança em redes sociais: recomendações gerais. Voltada para um público adolescente /mais velho. Elaborada pelo Governo Federal, essa é a mais superficial (e chata) das cartilhas. Está também bastante desatualizada, pois começa com o Orkut… Apesar disso, tem dicas exclusivas. Aqui você vai saber como ter um perfil nas redes sociais mais seguro, em que você fica menos exposto.

Indicado para: adolescentes que vão começar a usar as redes sociais

 

 

                                                                                                                                                                                                                                                                            
Internet sem vacilo_joutJoutInternet sem vacilo: iniciativa da UNICEF, Google e Safernet. Busca promover um uso mais respeitoso e com mais segurança na internet.

Com a participação de youtubers, que também dão dicas em vídeos. Tem também um quiz que avalia o comportamento nas redes sociais e dicas para uma navegação segura.

Indicado para: orientar adolescentes a usarem as redes sociais com ética e para os que são fãs da Jout Jout e do Pyong Lee

 

 

 

Para além das cartilhas:

Além das leituras, é sempre bom contar com a experiência de outros pais. No Facebook tem uma comunidade criada por um brasileiro, mas escrita em inglês, chamada Parently. Sua proposta é ajudar os pais no relacionamento das crianças com a tecnologia. Se você conhece outras comunidades deste tipo no Face, mas em português, conta pra gente!

 

 

Leia também: Os perigos das redes sociais e como deixar seu filho mais seguro: um vídeo com as principais dicas para seu filho navegar com segurança na internet e nas redes sociais

(40 Posts)

Deixe seu comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *