Xixi na cama – o que fazer?

Xixi na cama dá trabalho, não é?
Photo credit: bmitd67 via VisualHunt / CC BY-NC-SA

O xixi na cama é uma problema bem chatinho, que atrapalha a rotina da casa. Pode até afetar a autoestima do seu filho: aos seis ou sete anos começam “festas do pijama” e convites para dormir na casa dos amigos. Imagina como ele se sentiria ao fazer xixi na cama numa ocasião dessas!

Nosso video no Youtube tem algumas dicas práticas que você pode aplicar imediatamente se seu filho tem esse problema.

Aqui tem mais algumas informações importantes:

Causas do xixi na cama

Também chamado de enurese noturna, esse escape do xixi à noite pode ser causado por questões emocionais ou físicas.

Entre as físicas, estão:

  • a sensação de bexiga cheia não é suficiente para despertar a criança;
  • o amadurecimento tardio do sistema urinário ou do mecanismo no corpo que faz a comunicação entre a bexiga e o cérebro;
  • a não-redução da produção do xixi à noite pela deficiência de um hormônio.

Se associado a outros sintomas, o escape do xixi à noite também pode ser indicação de uma condição de saúde mais séria.

Vale lembrar que segundo essa matéria do Dr. Drauzio Varella, o risco de a criança fazer xixi na cama com frequência aumenta em 40% se um dos pais apresentou enurese na infância. Se ambos apresentaram, a probabilidade sobe para 80%.

As emocionais podem estar associadas a ambientes e situações em que a criança não se sinta segura e que provoquem ansiedade, por exemplo. Se a criança não fazia xixi na cama há mais de seis meses e, de repente, voltou a fazer, é bem provável que a causa seja emocional por uma situação de stress.

Dicas práticas

Algumas alternativas, além daquelas que já falamos no vídeo:

Uma dica bem simples de fazer é sempre colocar a criança pra fazer xixi logo que ela acorda. Isso ajuda a condicionar a bexiga. Ela “aprende” que vai fazer nesse momento, fica acostumada. Menos chance de escapes noturnos.

Se ela levantar à noite por qualquer motivo, não custa nada levá-la ao banheiro antes de colocá-la na cama de novo. Afinal, você e ela já estão em pé. E talvez a vontade de ir no banheiro seja mesmo a razão do despertar.

Uma das dicas que menciono no video (que recebi do pediatra) é a de colocar a criança pra fazer xixi meio acordada, antes de você ir pra cama (normalmente as crianças deitam mais cedo que a gente). Pra explicar melhor: essa técnica faz parte do treinamento de conscientização da criança com o corpo e com o processo do xixi. Por isso ela deve ir caminhando pro banheiro, ouvir a descarga, lavar a mão e voltar andando pra cama. Você pode fazer o trajeto de mãos dadas com ela, pra ela ficar segura, já que está meio dormindo. Ela vai aprendendo que xixi é no banheiro, e não na cama. Com o tempo, não precisa mais fazer isso.

Tratamentos

Um tratamento bem legal é a acupuntura, que mencionei no video, que pode ter duas abordagens: emocional ou física. A física atua nos pontos relacionados com o sistema urinário, mesmo. A emocional atua sobre os pontos de insegurança, ajuda na autoconfiança e pode resolver se o problema tiver essa origem. Procure um acupunturista de confiança, de preferência com referência de algum amigo.

Se o problema é físico, e é o pediatra quem vai poder avaliar, ele pode indicar o uso de tratamentos específicos:

  • alarmes noturnos: têm sensores que dão um sinal quando em contato com líquido – podendo ficar em um tapetando na cama ou na roupa íntima da criança;
  • fisioterapia pélvica : tratamento de reforço aos músculos (saiba mais aqui);
  • medicamentos específicos: como último recurso (pois podem trazer efeitos colaterais – não dê nenhum remédio por conta própria).

Vale lembrar que essa é uma situação normal. Chata, mas muito comum. Não é motivo para brigar com a criança e nem para tratá-la como vítima. O importante é acolhê-la e ajudá-la a superar essa fase com tranquilidade.

 

Veja também: Xixi na cama

(30 Posts)

Deixe seu comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *